Varicela (Catapora) - Tudo o Que Você Precisa Saber Para se Cuidar

Varicela (Catapora) - Tudo o Que Você Precisa Saber Para se Cuidar

Varicela (Catapora) - Tudo o Que Você Precisa Saber Para se Cuidar

Varicela, também conhecida como Catapora. É uma doença viral aguda, altamente contagiosa, mas, que na maioria dos casos ocorre sem muita gravidade. Causada pelo vírus varicela-zóster, a doença acontece com mais frequência em crianças, na faixa dos 10 (dez) anos de idade.

 

Além disso, o paciente só é infectado uma vez, após isso, fica imune ao vírus pelo resto da vida. Isso fica mais claro quando observamos que grande parte dos adultos já está imune a doença, justamente por ter contraído durante a infância. Mesmo assim, o vírus se instala no corpo de forma latente, em gânglios nervosos que ficam próximos a coluna vertebral. Essa permanência do vírus no corpo pode gerar no futuro uma reativação dele, na forma de uma segunda doença, a herpes-zoster, também conhecida como cobreiro.

 

Para saber mais sobre a herpes-zoster clique aqui.

 

Varicela infantil

Como dito anteriormente, as crianças são o grupo mais comumente afetado pela varicela. Nelas, a doença normalmente é benigna e autolimitada. Já em adolescentes e adultos, em geral, o quadro clínico é mais exuberante.

 

Elas costumam a contrair o vírus durante o inverno. Afinal, por conta do clima frio, as pessoas ficam mais agrupadas e em locais fechados. Esse tipo de ambiente favorece a proliferação de vírus.

 

Sintomas da Varicela

Os sintomas da varicela podem ter início com febre (chegando até 39,5º), mal-estar e perda do apetite. Após 1 ou 2 dias, surgir os sintomas mais característico da varicela, os cutâneos. Eles se assemelham a picadas de mosquitos e costumam a coçar bastante. Após um perído, evoluem para vesículas preenchidas por um líquido (claro) que estouram, secam e formam crostas.

Geralmente as lesões tem início nas seguintes regiões:

  • Tórax;
  • Costas;
  • Rosto.

Em seguida, se espalha para o resto do corpo.

 

O processo total da doença costuma a durar entre uma e duas semanas. O grau atingido por ela também varia de paciente para paciente. Em alguns casos, pode ocorrer o surgimento de muitas manchas, enquanto em outros o aparecimento pode ser bem pequeno.

 

A doença pode tornar as crianças um pouco mais irritada e cansadas, por conta do perfil dos sintomas.

 

Já com os adultos, pode haver um agravamento, causando comprometimento respiratório.

 

Agravamento da doença

O principal agravamento da doença fica por conta da infecção secundária das lesões. Elas podem ser causadas quando coçamos as feridas e arrancamos as suas casquinhas.

 

Sendo assim, evite tomar essa atitude.

 

Como a Varicela é transmitida

A transmissão da varicela (catapora) ocorre através do contato com as gotículas emitidas pela tosse ou espirros de indivíduos contaminados. Ela também ocorre no contato da pessoa com o liquido presente dentro da vesícula.

 

Por isso, é importante manter distância do paciente.

 

O indivíduo contaminado transmite o vírus dois dias antes de iniciar as erupções (manchas na pele) até todas as lesões estarem no estágio de crosta, durando em média 10 dias.

 

Além dessa forma mais comum, ela também pode ser emitida por indivíduos com herpes-zoster. Nesse caso, a transmissão só acontece para indivíduos suscetíveis.

 

Vale destacar esse alerta para as gravidas, que ainda não foram contaminadas pela doença. Afinal, contrair a varicela pode gerar complicações na gravidez. Dentro do grupo de risco também estão recém-nascidos, crianças, e adultos que tenham o sistema imunológico enfraquecido.

 

Todos esses grupos devem manter-se afastados da pessoa contaminada.

 

É importante lembrar que o diagnóstico é clínico e o tratamento é sintomático. Caso sinta os primeiros sintomas procure um médico.

 

Como se Prevenir Contra a Varicela

Após você conhecer as principais características da varicela, entramos agora em um outro ponto, a prevenção.

 

Sem dúvida, a forma mais eficiente de prevenir-se contra ela é através da vacina.

 

A infecção confere imunidade permanente. Porém, preferir ter a doença a se vacinar pode trazer algumas consequências como:

  • Edema cerebral;
  • Encefalite;
  • Perda de coordenação motora;
  • Pneumonia;
  • Miocardite;
  • Síndrome de Reye.

Sendo assim, a forma indicada é a vacina contra varicela.

 

Vacina Contra a Varicela

Ela, é uma vacina atenuada, ou seja, contendo vírus vivos “enfraquecidos” da varicela, não contém traços de proteína do ovo de galinha.

É recomendada para todos, a partir dos 12 meses de vida.

 

A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) recomendam duas doses da vacina varicela: a primeira aos 12 meses e a seguinte entre 15 e 24 meses de idade. Essas doses coincidem com o esquema de vacinação da vacina SCR e, portanto, o uso da vacina SCR-V pode ser adotado.

 

Para crianças mais velhas, adolescentes e adultos suscetíveis são indicadas duas doses com intervalo de um a dois meses.

 

Em situação de surto na região de moradia ou na creche/escola, ou ainda quando há um caso de varicela dentro de casa, a vacina pode ser aplicada em bebês a partir de 9 meses. É importante ressaltar que essa dose aplicada antes de 12 meses será desconsiderada no futuro e a criança deverá tomar as duas doses de rotina, conforme já descrito aqui.

 

Sobre a quantidade de doses, estudos demostram que com apenas 1 dose de varicela a proteção contra casos leves é de 65% e 90% dos casos graves .Já com 2 doses a proteção passa a ser 95% para casos leves e severos 99,5%.

 

Apensar de ser comum, a catapora é uma doença bastante séria, e pode levar a diversos problemas. Por esta razão a vacinação é importante.

 

Nós da Dr Vacina, como uma das melhores clínicas de vacinação em Sorocaba, temos em nosso portfólio a vacina contra varicela.

 

Entre em contato e saiba mais sobre a nossa disponibilidade.


Dr. Vacina Sorocaba
Dr. Vacina Sorocaba - contato