Banner interno

A pneumonia é uma doença grave, mas pode ser evitada por meio da vacinação!

Os sintomas da pneumonia podem ser consideravelmente comuns e até mesmo confundidos com a Covid-19, mas nunca podem ser negligenciados. Tosse, febre, cansaço, dores no peito e de cabeça, o Unicef aponta que a cada 39 segundos morre uma criança vítima de pneumonia.

Mas diferente da covid-19, em que a vacinação recém começou no país, a pneumonia já tem um imunizante eficaz. A vacina contra pneumonia deve ser tomada em duas doses entre os dois e quatro meses de vida. Além disso, deve contar com um reforço após o primeiro ano de idade e ser incluída em um esquema sequencial para pessoas com mais de 60 anos.

Todos precisam entender o quão séria é a doença é séria. Além disso, ter em mente que a vacinação é realmente necessária. Isso porque, assim como qualquer doença grave, evitar é sempre o melhor remédio.

Pneumonia, uma doença que precisa de atenção

A pneumonia é uma doença inflamatória aguda. A mesma atinge os pulmões e pode ter como causa bactérias, vírus, fungos ou pela inalação de produtos tóxicos.

Geralmente, o contágio ocorre pelo ar. Entretanto, existem outras formas de contração da doença que, inclusive, diz muito sobre o tipo de pneumonia que a pessoa irá desenvolver. 

Abaixo listamos os principais tipos de pneumonias e as formas de contágio: 

Tipos de pneumonia

Pneumonia bacteriana: A mais comum. A mesma é causada pela inalação de gotículas contaminadas com a bactéria Streptococcus pneumoniae. Pessoas com imunidade baixa são as mais atingidas.

Viral: Como o próprio nome sugere, é causada por vírus que afetam o sistema respiratório.

Fúngica: Ocasionado por fungos, a mesma é comum em indivíduos que estão imunodeprimidos, como pessoas com câncer, por exemplo.

Pneumonia atípica: Tem como causa vírus e bactérias, associados a problemas respiratórios. Esse tipo de infecção pulmonar é causada por microrganismos e não é tão comum quanto os da pneumonia normal.

Formas de contágio

Pneumonia aspirativa: Comum em crianças. Ocasionada por alimentos e líquidos ingeridos contendo agentes infecciosos, se alojam nos pulmões.

Química: Causada por inalação de produtos químicos. É comum em casos de incêndio, por exemplo.

Pneumonia nosocomial: Pneumonia ocasionada no ambiente hospitalar (por meio de algum dispositivo médico usado de forma inadequada e infectado).

Tratamento contra pneumonia: conheça as vacinas eficazes

Em meio a tantos tipos de pneumonia e formas de contágio, como podemos garantir segurança e evitar a doença?

Bom, além de um estilo de vida saudável e livre de exageros, hoje podemos encontrar vacinas altamente eficazes contra a doença. Estas reduzem drasticamente o risco de infecção e a evolução para uma pneumonia mais grave. A mesma deve ser aplicada na infância, como citamos anteriormente, mas não apenas nela. Isso porque, na fase adulta, também existem esquemas de vacinação contra a pneumonia. 

Entre os dois e seis meses recomenda-se que todas as crianças recebam três doses da vacina contra a pneumonia.

Outras vacinas que compõem o esquema sequencial, como a Pneumo 13 e Pneumo 23, são destinadas rotineiramente a pessoas a partir dos 60 anos. A Pneumo 13 também tem recomendação para pessoas entre os 50 e 59 anos, mas desde que seja solicitado pelo médico

De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações, existem vacinas capazes de prevenir cerca de 90% das doenças graves em crianças, como pneumonia, meningite e otite.

A recomendação, portanto, é para todos. Afinal, a vacinação pode evitar desde a necessidade do uso de antibiótico à uma internação por complicações da doença. Por isso, proteja quem você ama através da vacinação, este é um grande ato, além  de necessário.

Enfim, faça a sua parte e movimente a vacinação! Além disso, não deixe de conhecer a unidade Dr. Vacina mais próxima de você, temos as principais e essenciais vacinas do momentos!

Patrícia Ruiz - COREN- SP 226-788 - Enfermeira Responsável Técnica. Concluiu a graduação de Enfermagem em 2009 na universidade UNIP- Sorocaba. Atua desde de 2017 no Dr. Vacina.

Leia também

Sarampo: De olho na doença

O sarampo é uma doença que está a décadas em nosso meio e a vacinação é a melhor forma para prevenção.Estamos próximos à primavera, estação...
Leia mais

Prevenção de doenças de primavera em Curitiba

As doenças de primavera estão se aproximando e saber quais são elas é essencial para a prevenção.A primavera está próxima de chegar, mas infelizmente ela...
Leia mais