Banner interno

Os efeitos adversos das vacinas, bem como a sua real necessidade é algo muito debatido na sociedade. Entender mais sobre o assunto faz toda a diferença.

Se tem um assunto polêmico quando falamos em vacinação, este, sem dúvidas, está relacionado aos efeitos adversos das vacinas. Existem tantas informações falsas que são compartilhadas por aí que, por mais que você seja contra o movimento anti-vacina, é possível que aquela pulga atrás da orelha acabe surgindo.

A verdade é que falar sobre moléculas, proteínas, anticorpos, vírus e bactérias soa como grego e irreal para a maioria das pessoas. Por isso, nada melhor do que um artigo detalhado para convencer e provar que se vacinar é algo essencial para a vida de uma pessoa.

Por que a vacinação é essencial?

Não é segredo para ninguém, estar previamente imunizado garante que você não contraia diversas doenças. Mas este fato ainda parece não convencer muitas pessoas.

De acordo com o Ministério da Saúde, há 50 anos, quando o país não contava com um programa nacional de obrigatoriedade de imunização, o Brasil registrava anualmente mais de 100 mil casos de sarampo e 10 mil casos de poliomielite. 

Estes estavam diretamente relacionados à morte de milhares de crianças ou a danos permanentes que interferiram completamente na sua qualidade de vida. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), graças às vacinas, de 2 a 3 milhões de mortes anuais são evitadas.

Por que somos “obrigados” a tomar vacinas?

O fato de ser algo obrigatório é o principal fator que gera a dúvida para algumas pessoas e leva ao questionamento da eficácia do processo vacinal. É fato que é muito difícil dizer o que cada um deve fazer com o próprio corpo, mas em termos de imunização, o bom funcionamento dos programas só se torna possível no mundo inteiro com a maior parte da população vacinada.

Ou seja, se uma criança não for vacinada, a mesma não ficará necessariamente doente, mas ela pode se tornar um reservatório de microorganismos, mantendo-os circulando em meio a população.

Os questionamentos sobre as vacinas existem há muito tempo e anualmente a OMS mostra dados epidemiológicos apontando que, quando os números de vacinados diminuem, um aumento nos surtos de doença em todo o mundo acontece.

E os efeitos adversos das vacinas?

Um dos principais pontos que pesam na dúvida de se vacinar ou não, são os efeitos adversos das vacinas. Agora, com a vacinação da Covid-19, muitas pessoas passaram a querer escolher a vacina a ser tomada por conta das reações adversas e, até mesmo, por conta da eficácia.

A verdade é que sim, podem acontecer reações adversas a algumas vacinas. Elas normalmente envolvem sintomas simples, como febre e dores no corpo. Entretanto, estes sintomas mostram o nosso sistema imunológico funcionando e trabalhando para que o nosso corpo crie anticorpos para determinadas doenças.

Portanto, o benefício da proteção, não só sua como a de toda a população, é muito maior do que esses sintomas que são apenas passageiros. A vacinação é essencial e pode salvar vidas.

Enfim, esperamos que suas dúvidas sobre o assunto tenham sido tiradas! O time Dr. Vacina está preparado para te ajudar no que for preciso e esclarecer qualquer outra dúvida que você ainda tiver. Conte conosco!

Patrícia Ruiz - COREN- SP 226-788 - Enfermeira Responsável Técnica. Concluiu a graduação de Enfermagem em 2009 na universidade UNIP - Sorocaba. Atua desde de 2017 no Dr. Vacina.

Leia também

Covid: Tudo o que você precisa saber sobre o passaporte vacina

O passaporte vacina já foi adotado por mais de 250 cidades brasileiras e também no exterior. Você sabe como ele funciona?A realização de shows, feiras...
Leia mais

Outubro Rosa: Conheça as vacinas para mulheres

Falar sobre o Outubro Rosa também é falar sobre as vacinas para mulheres, afinal, a vacinação também é um cuidado com a saúde.As vacinas se...
Leia mais